Logo La Serrezuela

Gira tu smarthphone - Turn your smarthphone

Transforme seu smartphone - Allumez votre smartphone

preloader
logo top

Em pleno Centro de Cartagena, Patrimônio Histórico da Humanidade, encontra-se La Serrezuela, ícone e marco histórico da cidade no século XX.

Viva uma experiência única de compras, enquanto desfruta de uma oferta cultural e gastronômica, cercadas por história, arquitetura e desenho.

Seus mais de 22.000 metros quadrados foram desenhados, considerando como eixo central a restauração do antigo Circo Teatro, criando uma nova Praça a La Serrezuela onde seu conceito combina a cultura, a gastronomia e o comércio, criando um novo espaço, algo sem precedentes na cidade.

Manifiesto

Entre épicas muralhas que rodeiam um patrimônio histórico e cultural, se resgata um imponente monumento que integra a maravilhosa história de uma cidade e a modernidade arquitetônica.

Monumento cultural que renasce para se transformar no epicentro da cultura, gastronomia e comércio de luxo em uma histórica cidade que atrai ao mundo inteiro. Um lugar icônico para aqueles que buscam experiências inesquecíveis.

Uma promessa que representa o ideal daqueles que conceberam e acreditaram em seu renascimento para proporcionar experiências memoráveis àqueles que desejavam vê-la revivida.

La Serrezuela, Memorável.

HISTÓRIA
DO CIRCO TEATRO

watermark

Em 1893 graças à iniciativa de D. Pedro Martínez, é construída a primeira Praça, onde hoje, está localizado o hipermercado Éxito de San Diego.

A estrutura de madeira cuja construção foi dirigida pelo habilidoso Espanhol José González “Torerín”, foi desmontada no final da guerra civil.

Entre 1906 e 1908 nasce a iniciativa de construir uma nova praça, desta vez em mãos dos irmãos Carlos Fernando Vélez Danies. Foi o arquiteto mexicano José ‘Torerín’ González quem convenceu aos donos da companhia Vélez Daníes & Co. sobre a necessidade de uma praça e arena de toros para o passatempo dos moradores da cidade, já que a cidade não contava com um cenário deste tipo.

Desta forma, foi construída a segunda praça a somente uma rua e meia da praça anterior, na Serrezuela os trabalhos estiveram a cargo dos senhores Julio Vilostras um grego aventureiro que tinha se instalado em Cartagena, titulando-se soldado da artilharia e engenheiro militar e D. Manuel Martelo Jiménez nativo de Cartagena e pessoa de confiança dos Vélez Danies.

Em 1930 se inaugura a terceira praça, obra de D. Fernando Vélez Danies, que coloca frente à obra o senhor Marcial Calvo, um reconhecido carpinteiro e artesão quem havia estado na Venezuela captando os detalhes das praças de toros em Maracay e em Caracas para assim, incorporá-las à estrutura.

A Praça incluía dois tipos de construção, a que correspondia a arena de toros, com suas arquibancadas e escadas de acesso onde toda a estrutura do teto foi construída em madeira e folhas de zinco no acabamento, e a segunda para a operação de eventos taurinos e cinematográficos que foi construída em alvenaria e concreto.

O imóvel adquire seu estilo Mudéjar, inspirando-se na monumental praça de toros Maestranza na qual também se utilizou uma fotografia do Palacio de Alhambra (Espanha) como referência, o que lhe deu um estilo mourisco que o historiador Ronaldo Bossa forneceu ao construtor Marcial Calvo por instruções do seu proprietário D. Fernando Vélez Danies.

Foi oficialmente inaugurada no dia 18 de maio de 1930, com uma capacidade para 4.000 espectadores, com 51 camarotes baixos, 74 camarotes altos de 6 lugares e um camarote alto circular.

Para aquele ano, já se havia criado a Corporação de Feiras Taurinas de Cartagena, para construir a nova Praça de Toros. Através da Câmara Distrital foi proibido realizar espetáculos de toros na arena de merengues, a qual no ano de 1995 foi declarada Patrimônio Nacional e que paulatinamente ficou em ruinas frente a nula rentabilidade da propriedade naquele momento.

Hoje a praça renasce, para se transformar em La Serrezuela, epicentro de cultura, gastronomia e comercio de luxo. Um lugar icônico para as pessoas que buscam experiências inesquecíveis.